Header Ads

Críticas ao Facebook Mentions por William Shatner


Lançado há pouco tempo, o app Facebook Mentions é uma solução (dizem) criada para permitir que celebridades em geral possam gerenciar suas menções e possam interagir mais ativamente com seus fãs. A intenção de Zuck aqui é menos do que nobre: permitir uma aproximação entre o astro e seu fã é algo que atrai muitos usuários, que gostariam muito de conversar diretamente com seus artistas favoritos. Isso atrai cada vez mais usuários para a rede, mais dados são compartilhados e o Facebook enche a pança e bolso, retornando anúncios e coletando informações.

Só que mesmo o público-alvo do MEntions não parece muito satisfeito. E como boa parte dos jornalistas não pode testar o app por não serem bons demais ou famosos demais para ele, restava esperar alguma pessoa pública aparecer para dar seu parecer. Felizmente podemos contar com William Shatner, que utiliza as redes sociais de forma ativa, inteligente e bem-humorada. E ele não gostou do que viu.

O bom capitão Kirk comparou o Mentions com um app que todos têm acesso, o Pages (também do Facebook), usado para gerenciar as páginas da rede social. A primeira reclamação é que o app não trata o usuário como… bem, como uma celebridade. Apesar de todo o falatório em torno do fato de ser um app exclusivo e tal, o tal tratamento VIP acaba após o download. Como o Facebook se alimenta de dados ele não permite que o usuário utilize o app sem seguir outra celebridade, o que aos olhos de Shatner não faz o menor sentido, principalmente por ele já seguir quem lhe interessa no Facebook. Num paralelo seria a como se o Pages exigisse que a página do MeioBit se inscrevesse na de qualquer outro veículo, para que seu administrador pudesse utilizar o recurso.

Sem muita surpresa o primeiro VIP que o serviço recomendou foi George Takei, outro membro da Enterprise que também é bem ativo nas redes sociais. Shatner acabou escolhendo Tony Stark Robert Downey Jr. apenas para poder usar o app, e na sequência escondeu suas postagens (“sorry Robert”, ele disse). A partir daí ele passou a comparar o Pages com o Mentions, e apesar de gostar de alguns recursos que permitam acompanhar o trending de suas postagens (ele recomenda desligar as notificações, because internet), mas ele não vê vantagem nenhuma em comparação ao app de páginas, principalmente por ele próprio administrá-la (ou ter acesso e editá-la junto de uma equipe, isso ele não clarificou). Concluindo, Kirk diz que o Mentions é um app mal feito e sem propósito, que não acrescenta em nada para artistas que fazem uso do Pages, até porque boa parte dos artistas jogam tudo relativo a redes sociais na mão do departamento de relações públicas.

No fim das contas, o Mentions é um app que sequer vale o esforço de ter sido desenvolvido, e a única função para a qual eu imagino que ele sirva é causar falatório e propiciar matérias do EGO. Por enquanto exclusivo para iPhone, o Facebook prometeu a versão de Android para breve.
(Por Meio Bit)

INFORME: Independente, o Comunica Tudo é mantido por um único autor/editor, com colaborações eventuais de outros autores. Dê o seu apoio a esta iniciativa: clique nas publicidades ou contribua.

Nenhum comentário

Faça seu comentário abaixo. Obrigado.

Imagens de tema por hdoddema. Tecnologia do Blogger.