Header Ads

Björk — do lado do virtual (Novo Clipe)

Será que o envolvimento de Björk com a realidade virtual — e a experimentação musical a ela associada — nos fez perder a cantora cuja enigmática energia poética habitava álbuns como Post (1995) ou Homogenic (1997)?
Enfim, evitemos moralismos apressados e lembremos que, mesmo que Björk pareça numa encruzilhada por definir, nunca lhe faltou a força da convicção. Assim, por exemplo, com o tema Notget, do álbum Vulnicura (2015) — aí está o seu vertiginoso teledisco, celebrando um modelo de performance que, de facto, passou por inteiro, para o domínio do virtual.
Fica a pergunta: o corpo é ainda um objecto de expressão física ou uma tela de transfigurações virtuais? Seja qual for a resposta, podemos ter uma certeza: Björk quer que nós formulemos a pergunta.



Once you fell out of love
Our love couldn’t carry you
And I didn’t even notice
For our love kept me safe from
Death

You doubted the lights
And the shelter it can give
For in love we are immortal
Eternal and safe from death

If I regret us
I’m denying my soul to grow
Don’t remove my pain
It is my chance to heal

We carry the same wound
But have different cures
Similar injuries
But opposite remedies

After our love ended
Your arms don’t carry me
Without love I feel the abyss
Understand your fear of death

I will not forget
This not get
Will you not regret
Having love let go

After our love ended
Your spirit entered me
Now we are the guardians
We keep her safe from death

Love will keep all of us safe from death
Love will keep us same from death
(Safe! From!)
Love will keep all of us safe from death
Death
Love will keep us safe from (from) death
(Safe safe from from death death)
Death!
(Via SoundVision)

INFORME: Independente, o Comunica Tudo é mantido por uma única pessoa, com colaborações eventuais. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.

Nenhum comentário

Faça seu comentário abaixo. Obrigado.

Imagens de tema por hdoddema. Tecnologia do Blogger.