Header Ads

Campanha: Protestar Não é Crime


Com os protestos de junho ameaçando o consenso fabricado da burguesia e do governo brasileiro, o Estado recorreu ao que mais sabe fazer: violência e prisões em massa em diversas cidades do país. Se as prisões já encarceram todos/as os indesejados pelo sistema capitalista, são nos momentos de crise que o sistema de dominação capitalista escancara sua face.

É quando os de baixo se movimentam que os de cima reagem com balas de borracha (e de chumbo), despejos, prisões e assassinatos nas periferias e favelas! Nesse contexto, centenas de lutadoras e lutadores passaram pelos cárceres do Estado brasileiro! Foram prisões nas lutas contra os aumentos das passagens e no 7 de setembro em muitas cidades, na greve dos professores no Rio de Janeiro e outros momentos de resistência contra a opressão do Estado. Muitos foram soltos, mas, aqui no Rio de Janeiro, um deles continua lá. Rafael Braga Vieira, morador de rua preso e condenado a 5 anos, por estar na manifestação com garrafas de “Pinho Sol”, pela (in)justiça brasileira.

A condenação de Rafael é uma prova de que os mais pobres, os negros, as/os moradores de periferia e todos/as aqueles que se levantam contra esse sistema de dominação e seus megaeventos sofrerão o terrorismo de Estado brasileiro. E mesmo com a maioria das pessoas em liberdade, há ainda os processos que muitas delas estão respondendo e que serão julgados e arrastados ainda por muito tempo.

Mas nós, as/os de baixo, nesse ano de cinismo e Copa do Mundo, vamos enfrentar o terrorismo de Estado com solidariedade, luta e resistência. Vamos dizer bem alto nas ruas com o conjunto das oprimidas e oprimidos que:

Ninguém será esquecido!
Pelo arquivamento de todos os processos de militantes sociais!

PROTESTAR NÃO É CRIME!
LIBERTEM NOSSOS/AS PRESOS/AS POLÍTICO/AS!!

Assinam:

Comissão Pastoral da Terra
Favela Não se Cala
Federação Anarquista do Rio de Janeiro
Frente Internacionalista dos Sem-Teto
Grêmio Estudantil Luis Travassos
Movimento das Comunidades Populares
Movimento de Organização de Base
Movimento dos Pequenos Agricultores
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra
Movimento Passe Livre – Rio
Organização Popular
Rede de Comunidades e Movimentos contra a Violência
Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II
Via Campesina

(Publicado por FARJ)

Nenhum comentário

Faça seu comentário abaixo. Obrigado.

Imagens de tema por hdoddema. Tecnologia do Blogger.